Mostrando postagens com marcador turismo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador turismo. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Praça de Alimentação na Ilha do Mel

Existe uma Praça de Alimentação no Mar de Fora, localidade de Encantadas, na Ilha do Mel. Existe, mas está fechada há meses. Ela era a única opção para consumo de bebidas e alimentos naquela belíssima praia. Isto tem causado transtorno aos turistas e às famílias de nativos da Ilha, que trabalhavam nos estabelecimentos da Praça.

O local foi construído pelo Instituto Ambiental do Paraná como uma forma de compensar as famílias que antes tinham comércios na área de restinga. Porém, foi fechado há 9 meses numa ação do Ministério Público, por falta de renovação das concessões.

Há um movimento dos nativos pedindo a reabertura da Praça. A comunidade está passando por sérias dificuldades financeiras e psicológicas, já que a principal fonte de renda lhes foi tomada, sem aviso prévio, pelo poder público.



Por trás do fechamento do espaço, estariam interessem privados obscuros que visam tirar o comércio da região e legitimar outro tipo de empreendimento. Mas o povo local está ali há décadas e tem todo o direito de trabalhar de maneira digna para garantir seu sustento.

Com a palavra o IAP e o governo do Estado. A Prefeitura de Paranaguá também pode desempenhar um papel importante neste caso. Para quem quiser saber mais detalhes, acesse a página do Movimento Reabre a Praça – Ilha do Mel, no Facebook.

Foto Jhennifer Valentim. As fotos anteriores são do Facebbok.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

As Tainhas vão à Antonina com a Banda Trom


A tainha é o peixe mais típico e abundante do litoral sul brasileiro, em especial no inverno. É neste período que o peixe se desloca em enormes cardumes se aproximando das praias e entrando nas baías, proporcionando grande fartura às comunidades de pescadores.

Essa fartura motivou a criação das festas, quase como uma celebração das colheitas, como é comum em diversas partes do mundo. Em Paranaguá, está acontecendo a já tradicional Festa da Tainha que teve início no dia 24/06 e segue até o domingo 10/07.

Nessa onda, o Hotel Camboa de Antonina fará neste fim de semana de 09 de 10 de junho a sua Festa da Tainha, preparando o peixe de modo diferenciado, retirando as espinhas e recheando com farofa de camarão.

Além do peixe, haverá na noite de sábado o show com a Banda Trom (foto abaixo) de Paranaguá. A festa será nas ruínas de uma capela do Século XVIII, ao lado das piscinas, com vista para a Baía de Antonina.



E para completar o fim de semana, o Hotel Camboa também receberá um Workshop de Fotografia Básica com o fotógrafo Gustavo Salgado

Então, vamos para Antonina, não é?

Os detalhes dos eventos podem ser obtidos nos links em negrito, ou na página do Hotel Camboa

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Festa Tainha em Paranaguá



No começo dos anos 80, duas enchentes causaram uma grandes tragédias no Vale do Rio Itajaí, atingindo de maneira dramática a cidade de Blumenau (SC). Mais da metade da cidade ficou semanas debaixo d’água. Dezenas de pessoas morreram. Muitos perderam tudo que tinham.

Ao final das cheias, era preciso reconstruir a cidade e as vidas; mas também era preciso animar as pessoas para que eles conseguissem enfrentar a realidade. Dessa tragédia nasceu a Oktoberfest catarinense, uma das maiores festas populares do país.

Escrevo isso porque Paranaguá ficou deprimida com a epidemia de Dengue. Não teve carnaval, os bailes de fandango só começaram depois da Páscoa, os restaurantes ficaram vazios, o aquário quase fechou… Tudo por causa do maldito mosquito.

Eu mesmo tive a doença e reconheço que é difícil. Os sintomas são horríveis e demoram muito a passar. Mas passou. O frio chegou e a dengue passou. Deixo aqui meus sentimentos aos familiares e amigos das vítimas fatais.

A Prefeitura de Paranaguá devia seguir o exemplo de Blumenau e fazer da Festa da Tainha um momento para o povo parnanguara levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima, como manda o samba de Paulo Vanzolini.

Fomos à abertura da festa na noite de ontem (23), mas o equipamento atrasou e a abertura ficou para hoje. Deu para ter uma ideia de como será a festa. Serão 14 bancas servindo a Tainha e outros frutos do mar. Isso é um pouco menos que nos anos anteriores, mas não muito.

O cardápio é padronizado e plotado nas mesas da festa.


Como já é tradicional, as bancas são organizadas por comunidades de pescadores, cada uma identificada na fachada. Os preços estão razoáveis, sofreram um pequeno reajuste em relação ao ano passado, mas não são proibitivos.

No mais a organização está parecida com a das edições anteriores, o que é muito bom. A programação de shows musicais está bacana, só faltou o Fandando, né?

Resumindo, vale muito a pena vir, escolher uma mesa e saborear uma tainha. Minha sugestão é a Cambira, que fica dias pendurada na churrasqueira defumando. Mas também tem a recheada, no caldo, com molho branco ou parmegiana. Além das tainhas, há ostras e camarões. Tudo sempre muito bem preparado, com muita higiene e cuidado.

Além disso, o Aquário está com os ingressos mais baratos, completando um belo passeio para quem vem de fora, ou está com a família.

Confira a programação de shows:

terça-feira, 31 de maio de 2016

Frutos do mar e muito rock em Pontal


Para resgatar a tradicional festa de frutos do mar de Pontal do Sul, a Prefeitura de Pontal do Paraná realizará nesta semana a 8ª Festa de Frutos do Mar. Serão quatro dias de festas, com praça de alimentação, barracas de acessórios e apresentações musicais.

Durante a Festa, acontecerá também o 6º Encontro de Motociclistas, evento realizado pela Pontal Motors, em parceria com a Prefeitura, com camping free.

A 8ª edição da Festa de Frutos do Mar acontece na entrada de Pontal do Sul, do lado direito da PR-412, na direção da Câmara Municipal. De acordo com a organização, o local estará bem sinalizando, e de fácil identificação.

As informações são da Prefeitura de Pontal

Confira abaixo a programação: