Mostrando postagens com marcador Artesanato. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Artesanato. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 9 de maio de 2017

Abertas as inscrições para oficinas artísticas em Paranaguá

Casa da Cultura Brasílio Itiberê. Fonte foto: Prefeitura de Paranaguá. www.paranaguá.pr.gov.br


A Prefeitura de Paranaguá, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esporte, está recebendo inscrições dos interessados em participar das oficinas de artes, artesanato, produção cultural e educação patrimonial na cidade.

Serão ofertadas oficinas de teatro, dança, artes urbanas, cultura popular, cinema, audiovisual e mídias, manipulação de bonecos teatrais, projetos e produção cultural, educação patrimonial, contação de estória, pintura, cerâmica, fotografia, desenho, pintura em cerâmica e música. As oficinas de música serão divididas em: violão, piano, teclado, bateria, técnica vocal, guitarra, baixo e instrumentos de sopro.

As inscrições, exceto para música, estão abertas desde o dia 08 de maio na sede da Secretaria (Secultur). Avenida Arthur de Abreu, 44, Centro Histórico, fone: 41 3422-6290.

Para as oficinas de música, estão abertas as rematrículas, que são para quem já cursava as oficinas. As inscrições para novos alunos serão partir do dia 15 de maio. Todas na Casa Elfrida Lobo (Escola de Música de Paranaguá). Rua: Dr. Leocádio, 393 Centro Histórico, fone: 41 3422-0918.

Os interessados devem levar os documentos pessoais e uma foto 3 x 4 cm. Menores de idade deverão estar acompanhados de um maior responsável. As aulas iniciarão no dia 22 de maio.

Apesar da demora para o início das oficinas, essa ação representa um importante avanço em relação aos anos anteriores. Além de contemplar uma maior variedade de modalidades artísticas, os oficineiros estão sendo selecionados através de um edital com critérios claros e objetivos, o que deve garantir maior qualidade nas oficinas. A justificativa do atraso é que se trata de uma nova gestão municipal.

Também senti falta de aulas para os instrumentos do Fandango Caiçara e de uma oficina de "batido", que é a marcação de ritmo com as tamancas de madeira feita pelos fandangueiros durante a dança. O Fandango entra na área de Cultura Popular e vai disputar espaço com a capoeira, por exemplo; o que me parece limitado tendo em vista a importância dessas manifestações culturais.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Antonina receberá Encontro de Tradições no feriado de Tiradentes


Nos dias 20, 21, 22 de abril estarão reunidos na cidade de Antonina, representantes de diversas tradições do Estado, apresentando ao público a música, a dança, o artesanato, enfim as riquezas das tradições culturais populares.

Será a primeira edição do Encontro de Tradições. O projeto, com realização da produtora Olaria Projetos de Arte e Educação, nasceu da parceria da curadora Lia Marchi com o produtor LM Stein, que assinam em conjunto a direção do evento.

O Encontro terá Cortejos da Folia do Divino, apresentações de Fandango Caiçara, Boi de Mamão, tradições Afro, folclore Ucraniano, dos Índios da aldeia Tupã Nhe´e Kretã; além de oficinas de cultura indígena, de fabricação artesanal de farinha de mandioca, de ervas tradicionais, de danças Afro, de coroas de Congada... enfim, a lista é longa e pode ser conferida em detalhes aqui.

Ao final do Encontro, no dia 22, haverá um grande Baile de Fandango com os Grupos Mestre Brasílio e Pés de Ouro de Paranaguá.

Fonte: www.encontrodetradicoes.com.br

Serviço: Tocadores – Encontro de Tradições
Data: 20, 21 e 22 de abril – quinta-feira a sábado
Horário: programação das 8h às 21h
Atividades gratuitas
Concentração de atividades na Praça Coronel Macedo - Centro Histórico de Antonina

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Feira na Rua da Praia aos domingos


A Prefeitura de Paranaguá, através da Fumcul e da Semapa (Secretaria Municipal da Agricultura, Pesca e Abastecimento), anunciou a criação da Feira da Rua da Praia aos domingos. Começa no próximo dia 19/06.

É uma ótima iniciativa para esse dia da semana e para essa área tão bonita da cidade. Ambos (o dia e a rua) carecem de alternativas e de atenção. É uma chance de proporcionar um maior cuidado com o centro histórico através do comércio, a exemplo do que acontece no Largo da Ordem em Curitiba, ou no centro de Morretes.

O povo de Paranaguá já demostrou que gosta muito de Feiras como a da Lua na Praça dos Leões. O evento das terças-feiras anda meio caído por causa da dengue, mas já tá mais que na hora de superar essa praga que deprimiu a cidade como um todo.

Vamos prestigiar e registrar essa iniciativa, torcendo para que dê certo.